40 curiosidades sobre O Poderoso Chefão

1) O célebre roteirista Robert Towne, que escreveu clássicos como Chinatown, Operação Yakuza e Missão: Impossível, foi quem escreveu a cena em que Vito e Michael Corleone conversam no pátio.

2) Francis Ford Coppola achava que apenas dois atores poderiam interpretar Vito Corleone, Laurence Olivier e Marlon Brando, que considerava serem os dois maiores atores do mundo, em especial o segundo, que chegou a chamar de “meu herói”.

3) Mario Puzo, autor do livro O Poderoso Chefão, assina o roteiro do filme junto com Francis Ford Coppola, assim como de suas duas continuações, e faturou o Oscar pelos dois primeiros.

4) Orson Welles e Anthony Quinn foram cotados pela Paramount para interpretar Vito Corleone.

5) Burt Lancaster queria interpretar Vito Corleone, mas nunca foi cogitado.

6) Coppola insistia que Marlon Brando era o ator ideal para o papel de Don Vito, mas os executivos da Paramount acharam que ele causaria muitos problemas. Para convencê-los, Coppola gravou um vídeo com Brando se transformando no personagem que impressionou a todos e assim conseguiu seu ator favorito.

7) A Paramount chegou a cogitar colocar o cineasta Elia Kazan para dirigir o filme, pois achavam que ele seria o único que conseguiria lidar com a personalidade de Brando. No entanto, Marlon Brando disse que se Coppola fosse tirado do projeto, ele também estaria fora.

8) Talia Shire, que interpreta Connie Corleone, filha de Vito, é irmã de Francis Ford Coppola.

9) Antes de Coppola, Sergio Leone foi convidado para dirigir o filme, mas recusou, pois achava que uma história que glorificava a máfia não era interessante o suficiente. Mais tarde, Leone se arrependeu de não tê-lo dirigido e acabou fazendo seu próprio filme de gângster, Era Uma Vez na América. Peter Bogdanovich também se recusou a dirigir o filme.

10)  Marlon Brando queria que o rosto de Don Corleone se parecesse com o de um buldogue, então resolveu encher a boca de algodão para seu teste. Para as gravações, foram usadas peças feitas por um dentista, que hoje estão em exposição em um museu em Nova York.

11) Nos ensaios para a clássica cena com a cabeça de cavalo, uma cabeça falsa foi usada. Para as gravações reais, a produção conseguiu uma cabeça de verdade, que foi adquirida numa fábrica de alimentos para cães. Segundo o ator John Marley, seus gritos de susto foram reais, porque ele não sabia que uma cabeça de verdade seria usada.

12) Marlon Brando não decorou a maioria de suas falas do filme. Ele espalhou cartões por todo o set com o texto que deveria interpretar.

13) A princípio, Coppola se recusou a dirigir o filme, pois achava que seria comercial demais e que estaria declarando o fim de seu sonho de produzir filmes alternativos com sua produtora Zoetrope, que estava praticamente falida. George Lucas, sócio de Coppola na Zoetrope, foi quem o convenceu a aceitar o projeto, já que Coppola devia US$ 400 mil dólares à Warner Bros. por conta do fracasso de THX 1138, de Lucas.

14) O gato que Vito Corleone segura foi encontrado por Brando no estúdio e não fazia parte dos planos do filme tê-lo em cena.

15) Apesar de ter ficado conhecida por interpretar Mary Corleone na última parte da trilogia, Sofia Coppola, filha de Francis e hoje também cineasta, participou do primeiro filme. Ela era o bebê de Connie e Carlo, Michael Rizzi, que é batizado por Michael Corleone.

16) A famosa voz rouca de Don Corleone é inspirada no mafioso Frank Costello, um dos gângsters mais poderosos da história dos EUA. Marlon Brando o viu na TV na década de 50 depondo no Congresso Americano e resolveu imitá-lo.

17) Sylvester Stallone chegou a fazer testes para interpretar os personagens Paulie Gatto e Carlo Rizzi, mas não foi aprovado. Anos depois, ele viria a trabalhar com Talia Shire no clássico Rocky.

18) Robert De Niro fez testes para interpretar Michael e Sonny Corleone, mas ficou com o papel do jovem Vito no segundo filme da trilogia.

19) Martin Sheen fez testes para interpretar Michael Corleone, mas não foi aprovado. Ele acabou trabalhando com Coppola e Brando em Apocalypse Now, em 1979.

20) Warren Beatty, Jack Nicholson e Dustin Hoffman foram convidados para interpretar Michael Corleone, mas recusaram. Alain Delon, Burt Reynolds e Robert Redford foram sugeridos, mas Coppola se recusou a aceitá-los.

21) Mia Farrow fez testes para interpretar Kay Corleone, papel vivido por Diane Keaton, que se inspirou na esposa de Coppola, Eleanor, para compor a personagem.

22) Os avós maternos de Al Pacino emigraram da cidade de Corleone, na Sicília, para os Estados Unidos, assim como Don Vito.

23) Na cena do atentado a Don Corleone, é possível ver um pôster do lutador Jake LaMotta numa janela exatamente no momento em que ele compra laranjas. O boxeador foi interpretado por Robert De Niro em Touro Indomável, de Martin Scorsese, em 1980.

24) O nome do tradicional chapéu da Sicília, como os que foram usados pelos guarda-costas de Michael Corleone, é coppola.

25) O ator que interpreta Luca Brasi, Lenny Montana, estava tão nervoso por contracenar com Marlon Brando que errou parte de sua fala. A cena em que ele treina o que vai falar para Don Corleone, na verdade, não fazia parte do filme, apenas de sua preparação para a cena original, mas ela foi incluída, pois Coppola gostou do nervosismo verdadeiro do ator.

26) O nome Sonny Corleone, é uma referência ao primeiro filho do gângster Al Capone, Albert Sonny Francis. No entanto, as semelhanças param por aí, já que o filho de Capone nunca se envolveu nos “negócios da família”.

27) O beijo que Vito Corleone dá em Johnny Fontane não estava no roteiro e foi improvisado por Marlon Brando. Segundo James Caan, a reação confusa do ator Al Martino foi real e ele não sabia se ria ou se chorava.

28) O filme concorreu a 11 estatuetas no Oscar de 1973, mas faturou três: Melhor Filme, Roteiro e Ator, para Marlon Brando. Três dos cinco indicados a Ator Coadjuvante concorriam pelo filme: Al Pacino, James Caan e Robert Duvall. Coppola também concorreu como diretor.

29) Al Pacino boicotou a cerimônia do Oscar, pois ficou com raiva de ter sido indicado na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, já que seu personagem tinha mais tempo de tela que o de Marlon Brando.

30) Marlon Brando recusou a estatueta do Oscar em protesto à discriminação contra os índios americanos feita pela indústria do cinema. O astro enviou uma atriz que se passou por uma índia apache e recusou o prêmio em seu nome durante a cerimônia.

31) Só há uma cena no filme em que Diane Keaton e Marlon Brando são vistos juntos. Apenas durante o casamento de Connie, quando vão tirar a foto da família.

32) Coppola insistiu que o filme deveria se chamar Mario Puzo’s The Godfather, porque o filme era tão fiel ao livro que ele achou que o autor merecia receber os créditos por isso.

33) O último trabalho que Marlon Brando fez antes de morrer foi a dublagem de seu personagem Don Corleone para o game O Poderoso Chefão, que acabou sendo lançado em 2006, dois anos após a morte do ator.

34) A cena em que são mostrados jornais falando sobre a guerra entre as famílias foi montada por George Lucas como um favor ao amigo Coppola, que o ajudou a financiar seu filme Loucuras de Verão. Na sequência, Lucas usou fotos verdadeiras de gângsteres mortos e uma delas mostra o braço direito de Al Capone, Frank Nitti, que cometeu suicídio com um tiro na cabeça. Lucas pediu para que seu nome não entrasse nos créditos do filme.

35) As filmagens de O Poderoso Chefão duraram seis meses, mas as cenas com Marlon Brando foram gravadas em apenas 35 dias, para que ele pudesse cumprir sua agenda e atuar em O Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci.

36) Mario Puzo negou que o personagem Johnny Fontane foi inspirado em Frank Sinatra. O cantor ficou furioso na época em que o livro foi lançado e chegou a ofender Puzo quando o encontrou em um restaurante. Mais tarde, Sinatra teria pedido a Coppola para interpretar Don Corleone no filme, mas o cineasta já tinha certeza de que o papel seria de Marlon Brando.

37) Coppola enfrentou tantas dificuldades e críticas durante as filmagens que achou que ele seria um fracasso e, na época de seu lançamento, viajou com a família para Paris, para não presenciar a decepção que seria nos cinemas. Finalmente, foi convencido por amigos a voltar para os Estados Unidos, pois o filme havia sido um sucesso.

38) O Poderoso Chefão pode ser considerado o primeiro blockbuster. Antes dele, os filmes eram lançados apenas em um cinema e nenhuma outra sala num raio de 80 km poderia exibir o mesmo filme. A partir dele, várias salas próximas começaram a lançar filmes simultaneamente.

39) Em uma reunião com a Paramount, Coppola pediu uma Mercedes 600 como prêmio, caso o filme atingisse a marca de US$ 15 milhões. Os executivos prometeram o carro se o filme alcançasse US$ 50 milhões nas bilheterias. Quando o filme faturou US$ 100 milhões, Coppola e George Lucas foram a uma concessionária da Mercedes, compraram o carro e enviaram a conta para a Paramount.

40) Depois do sucesso de O Poderoso Chefão, a Paramount queria produzir sua continuação e queria que Coppola escrevesse e dirigisse o filme. O cineasta não queria botar o sucesso do primeiro filme em risco e se recusava a participar. No entanto, aceitava que uma continuação fosse feita desde que ele escolhesse o diretor. Coppola queria Martin Scorsese, mas a Paramount insistia que ele era o grande astro do filme e não Brando ou Pacino. Coppola, então, disse que se ele era o astro, teria de receber como um. A Paramount lhe pagou US$ 1 milhão de dólares e Coppola aceitou o projeto… o resto, é história.

VEJA TAMBÉM!
O Poderoso Chefão comemora 40 anos de história
Veja fotos dos bastidores de O Poderoso Chefão

FacebookTwitterGoogle+tumblrPinterestEmail

Jornalista e coautor do livro inédito Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Acha Pink Floyd a melhor banda do mundo. O Poderoso Chefão o melhor filme do mundo. Charlize Theron a mulher mais bonita do mundo. Mas cai de um penhasco pela Rebecca Hall. Assim, tudo no exagero mesmo. E-mail: carlos@setimacena.com

Comentários

  1. Eduardo disse:

    Matéria sensacional.

  2. Santini disse:

    Muito boa matéria,parabéns!!!

  3. Antonio Leonel disse:

    muito interessante!!