Começou o Festival de Cannes 2013

O 66ª edição do Festival de Cannes começou nesta quarta-feira com a exibição do longa O Grande Gatsby, de Baz Luhrmann, estrelado por Leonardo DiCaprio, Carey Mulligan e Tobey Maguire. Durante a coletiva de imprensa, o diretor afirmou que leu o livro de Francis Scott Fitzgerald durante uma viagem à Sibéria e que decidiu adaptá-la, fazendo uma espécie de releitura.

Baz Luhrmann ainda disse que após a pré-estreia do filme nos Estados Unidos, uma mulher o abordou para contar-lhe que foi assistir ao filme para ver o que tinha sido feito da história de seu avô. Se tratava da neta do próprio Fitzgerald, que, segundo o cineasta, disse que seu avô se sentiria orgulhoso do filme.

Pelo que andamos lendo por aí, o filme não é um sucesso absoluto de crítica. Muita gente falou mal, mas também teve gente que falou bem. E quase todo mundo falou o que sempre se fala sobre os filmes de Baz Luhrmann, que são esteticamente muito bonitos e com trilhas sonoras marcantes.

Para nossa sorte, o filme não deve demorar muito para chegar aqui no Brasil. Tem previsão de estreia para 7 de junho, final de semana próximo ao Dia dos Namorados.

Agora, vamos aguardar a repercussão dos outros filmes que começaram a ser exibidos a partir desta quinta, com alguns destaques para sessões muito esperadas de Beyond the Candelabra, de Steven Soderbergh, The Great Beauty, de Paolo Sorrentino, Heli, de Amat Escalante, Inside Llewyn Davis, dos irmãos Coen, Jeune et Jolie, de François Ozon, Only God Forgives, de Nicolas Winding Refn, vencedor do prêmio de Melhor Diretor no ano passado, por Drive, Le Passé, do iraniano Asghar Farhadi, do oscarizado A Separação, e os novos filmes de Takashi Miike, Straw Shield, e Roman Polanski, Venus in Fur.

Tantos esses, quanto os outros selecionados para o festival, não apenas em competição, devem gerar muitos debates até o fim do evento, em 26 de maio, quando conheceremos todos os vencedores escolhidos pelo júri, neste ano presidido por Steven Spielberg, e o glorioso longa que entrará para a história de Cannes com a Palma de Ouro.

Veja a lista completa com os filmes selecionados aqui.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista e crítico de cinema. Coautor do livrorreportagem Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Acha O Poderoso Chefão o melhor filme do mundo, mas torce todos os dias para assistir a algum que o supere. Ainda não encontrou, mas continua buscando. E-mail: carlos@setimacena.com // Letterboxd: @CarlosCarvalho