64ª edição do Festival de Berlim seleciona três produções brasileiras

O longa Praia do Futuro, protagonizado por Wagner Moura e dirigido por Karim Aïnouz (Céu de Suely e Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo), vai integrar a seleção oficial do Festival de Berlim de 2014.

Responsável por produções intimistas e, na maioria das vezes, com o Nordeste como cenário, Aïnouz vai disputar o Urso de Ouro com outros 19 cineastas.

Outros destaques da seleção oficial do festival alemão são: Boyhood, de Richard Linklater – e duas produções de diretoras latino-americanas, Aloft, da peruana Claudia Llosa, e La Tercera Orilla, da argentina Celina Murga.

Além da seleção principal, o Festival de Berlim também promove a Seção Panorama, que já conta com 19 produções selecionadas, incluindo dois longas brasileiros, O Homem das Multidões, de Cao Guimarães e Marcelo Gomes (Cinema, Aspirinas e Urubus), e Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro.

O festival alemão, um dos mais importantes do cinema, ao lado de Cannes e Veneza, costuma prestigiar as produções brasileiras. Prova disto é que em 1998 concedeu o Urso de Ouro a Central do Brasil, de Walter Salles, e em 2008, para Tropa de Elite, de José Padilha.

A 64ª edição do Festival de Berlim, presidida pelo roteirista e produtor americano James Schamus, será realizada entre os dias 06 e 16 de fevereiro de 2014. Confira abaixo a lista dos longas selecionados até o momento:

Seleção Oficial
Bai Ri Yan Huo, de Yinan Diao
Boyhood, de Richard Linklater
Chiisai Ouchi, de Yoji Yamada
Historia Del Miedo, de Benjamin Naishtat
Jack, de Edward Berger
Kraftidioten, de Hans Petter Moland
Kreuzweg, de Dietrich Brüggemann
La Tercera Orilla, de Celina Murga
La Voie De L’Ennemi, de Rachid Bouchareb
Macondo, de Sudabeh Mortezai
Praia do Futuro, de Karim Aïnouz
Tui Na, de Ye Lou
Wu Ren Qu, de Hao Ning
Zwischen Welten, de Feo Aladag
71, de Yann Demange
Aimer, Boire Et Chanter, de Alain Resnais
Aloft, de Claudia Llosa
Die Geliebten Schwestern, de Dominik Graf
Stratos, de Yannis Economides

Seção Panorama
Arrête ou je continue, de Sophie Fillières
Bai Mi Zha Dan Ke, de Cho Li
Bing Du, de Midi Z
Calvary, de John Michael McDonagh
Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro
Is the Man Who Is Tall Happy?, de Michel Gondry
O Homem das Multidões, de Marcelo Gomes e Cao Guimarães
Papilio Buddha, de Jayan Cherian
Quick Change, de Eduardo Roy Jr.
Stereo, de Maximilian Erlenwein
Test, de Chris Mason Johnson
The Better Angels, de A. J. Edwards
The Lamb, de Kutlug Ataman
Things People Do, de Saar Klein
Triptyque, de Robert Lepage e Pedro Pires
Über-Ich und Du, de Benjamin Heisenberg
Unfriend, de Joselito Altarejos
Xi You, de Tsai Ming-liang
Yves Saint Laurent, de Jalil Lespert

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista, fã incondicional de Nick Hornby e coautor do livro inédito Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Ainda não viu nada melhor que Asas do Desejo, de Wim Wenders... Mas Beleza Americana chegou perto. e-mail: cristiano@setimacena.com