Filme de Marion Cottillard desponta como o primeiro favorito à Palma de Ouro

Após o terceiro dia de exibição do Festival de Cannes 2012, o filme De Rouille et d’Os, de Jacques Audiard, segue como um dos principais candidatos para conquistar a Palma de Ouro. Ainda mais se levarmos em conta que as produções Moonrise Kingdom, de Wes Anderson (Os Excêntricos Tenenbaums), e Reality, de Matteo Garrone (Gomorra), apesar de terem sido aplaudidos durante as suas exibições, não parecem ter fôlego suficiente para se manter entre as favoritas até o fim da competição.

Estrelado pela linda, elegante, talentosa… tá, parei…Marion Cotillard, vencedora do Oscar de Melhor Atriz por Piaf em 2008, e pelo ainda desconhecido Matthias Schoenaerts,  De Rouille et d’Os conquistou elogios calorosos da crítica após a sua exibição na quinta-feira (17).

Contando com uma trama forte e envolvente, o filme retrata a história de Ali (Shoenaerts), que tem a difícil missão de cuidar sozinho de um filho de 5 anos. Desempregado e morando de favor na casa da irmã, ele pretende encontrar um rumo para sua vida. As coisas parecem entrar nos trilhos quando Ali, por acaso, conhece a linda e delicada treinadora de baleia Stéphanie (Marion). A relação dos dois protagonistas passa a ficar  mais forte quando ela sofre um acidente e tem as duas pernas amputadas (!!!???).

Com muitas cenas de sexo e de violência, De Rouille et d’Os, pode render ao cineasta francês Audiard, diretor de O Profeta, vencedor do Grande Prêmio do Júri em 2009, outro troféu importante na competição. Marion também desponta, com mais esta elogiada atuação, como uma candidata a ser batida na Categoria de Interpretação Feminina.

Mas é preciso ressaltar que, para Audiard conquistar a Palma de Ouro, terá que derrubar concorrentes de peso, como David Cronenberg, Abbas Kiarostami, Alain Resnais, Walter Salles, Ken Loach … Que ainda terão seus novos trabalhos exibidos no festival.

Além disso, o longa Amour, de Michael Haneke, que em 2009 levou a Palma de Ouro para casa por A Fita Branca, será exibido amanhã e promete por ainda mais fogo nesta disputa. Sem contar, claro, aquelas possíveis produções surpresas, de cineastas desconhecidos, que costumam aparecer para tirar o prêmio das mãos de cineastas mais consagrados.

Bem, esta briga só será resolvida no próximo dia 27, quando o júri presidido pelo cineasta italiano Nanni Moretti divulgará os principais vencedores desta 65ª edição do Festival de Cannes. Façam suas apostas!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista, fã incondicional de Nick Hornby e coautor do livro inédito Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Ainda não viu nada melhor que Asas do Desejo, de Wim Wenders... Mas Beleza Americana chegou perto. e-mail: cristiano@setimacena.com