Moonrise Kingdom estreia com aplausos em Cannes

De acordo com o Deadline, a exibição de Moonrise Kingdom, de Wes Anderson, filme de abertura da 65ª edição do Festival de Cannes empolgou a plateia. O longa foi ovacionado por cerca de cinco minutos por um empolgado público, o que, claro, agradou aos executivos, que visam uma bela distribuição mundial e, quem sabe, sair da competição com algum prêmio.

Esta boa impressão levou Bill Murray, um dos protagonistas da obra e um dos principais colaboradores de Anderson, às lágrimas. O resto do elenco, formado por nomes de peso como, Tilda Swinton, Bruce Willis e Edward Norton, além dos dois atores mirins, Kara Hayward e Jared Gilman também festejaram bastante o sucesso da exibição.

O longa conta a história de dois jovens (Kara e Jared) perdidamente apaixonados que fogem da cidadezinha em que vivem. Só que ninguém na cidade acredita que eles fugiram, mas sim que foram sequestrados, por isso os moradores partem numa comitiva, liderada pelo chefe de escoteiros (Norton) e pelo xerife local (Willis) em busca dos dois.

Como se pode perceber, o longa apresenta os mesmos personagens bizarros e que não parecem bater muito bem da cabeça que habitam a filmografia de Wes Anderson. Com apenas sete filmes no currículo, o diretor de 43 anos é um dos principais destaques do cenário independente americano.

Entre as principais obras de Anderson destacam-se: Três é Demais (1998), que conta com grande atuação de Bill Murray, no papel de um milionário depressivo; Os Excêntricos Tenenbaums (2001), que rendeu uma indicação ao Oscar  de Roteiro Original ao diretor; e o cativante O Fantástico Sr. Raposo (2009), também nomeado ao Oscar nas categorias de Animação e de Trilha Sonora.

Moonrise Kingdom é a sua primeira produção exibida em Cannes. E, conforme reação do público da 65ª edição do festival francês, uma estreia com o pé direito.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista, fã incondicional de Nick Hornby e coautor do livro inédito Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Ainda não viu nada melhor que Asas do Desejo, de Wim Wenders... Mas Beleza Americana chegou perto. e-mail: cristiano@setimacena.com