Um Corpo que Cai é eleito o maior filme de todos os tempos

Foi divulgada nesta quarta-feira a tradicional lista da revista britânica Sight & Sound, com o ranking dos melhores filmes de todos os tempos, eleitos a cada dez anos por críticos, cineastas e cinéfilos do mundo todo, num total de 846 pessoas. Desta vez, o primeiro da lista foi Um Corpo que Cai, de Alfred Hitchcock.

Isso mesmo, pela primeira vez em 50 anos, Cidadão Kane, obra-prima de Orson Welles, perdeu o status de melhor filme de todos os tempos, ficando atrás do clássico de Hitchcock, que recebeu apenas 34 votos a mais.

Para a tristeza deste que vos escreve, O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola, ficou de fora do Top 10 da Sight & Sound. Isso se deve a uma nova regra na eleição, que agora separa os filmes cujas continuações são consideradas parte da mesma história.

Em 2002, as duas primeiras partes de O Poderoso Chefão ocuparam juntas a quarta posição na lista. Neste ano, se fossem somados os votos de cada um dos filmes, eles ocupariam a sétima posição, com 81 votos. #mimimi

Veja abaixo a lista com os dez filmes mais votados pelos críticos e aqui a lista com o Top 50 da Sight & Sound.

1. Um Corpo que Cai, de Alfred Hitchcock (191 votos)
2. Cidadão Kane, de Orson Welles (157 votos)
3. Era Uma Vez em Tóquio, de Yasujirô Ozu (107 votos)
4. A Regra do Jogo, de Jean Renoir (100 votos)
5. Aurora, de F.W. Murnau (93 votos)
6. 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick (90 votos)
7. Rastros de Ódio, de John Ford (78 votos)
8. O Homem da Câmera, Dziga Vertov (68 votos)
9. A Paixão de Joana D’Arc, de Carl Dreyer (65 votos)
10., de Federico Fellini (64 votos)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista e crítico de cinema. Coautor do livrorreportagem Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Acha O Poderoso Chefão o melhor filme do mundo, mas torce todos os dias para assistir a algum que o supere. Ainda não encontrou, mas continua buscando. E-mail: carlos@setimacena.com // Letterboxd: @CarlosCarvalho