Oscar 2013: Jennifer Lawrence

Linda, carismática, boa atriz. Qualidades que facilmente podem ser aplicadas a Jennifer Lawrence, a nova queridinha de Hollywood e, certamente, uma das atrizes mais talentosas do momento. Nascida em Kentucky (EUA), em 1990, a atriz tem uma curta e elogiadíssima carreira. Começou a atuar em 2006, quando fez o filme para a TV Company Town e uma participação no seriado Monk, seguidos de outras aparições em séries como Arquivo Morto, Medium e The Bill Engwall Show, que durou três temporadas até ser cancelada.

Seu primeiro longa de destaque no cinema foi Vidas que se Cruzam, dirigido por Guillermo Arriaga, onde interpreta a filha de Kim Basinger. O filme ainda conta com Charlize Theron no elenco. Mas foi em 2010 que Jennifer Lawrence realmente chamou a atenção de muita gente ao protagonizar o drama independente Inverno da Alma, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Sundance e indicado a quatro categorias no Oscar. No longa, ela interpreta uma jovem que vai em busca do pai desaparecido para não perder a casa onde mora.

Inverno da Alma

Sua atuação lhe rendeu a primeira indicação de Melhor Atriz no prêmio da Academia, que também nomeou o longa a Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator Coadjuvante, para John Hawkes. Inverno da Alma pode ser considerado um marco na carreira de J. Law, como tem sido chamada pela mídia, pois a partir daí o mundo conheceria uma nova estrela.

Em 2011, Jennifer foi coadjuvante em outro vencedor do Festival de Sundance, Loucamente Apaixonados, protagonizado por Felicity Jones, e em dois filmes de grande destaque: Um Novo Despertar, longa dirigido por Jodie Foster, que também atua ao lado de Mel Gibson, e X-Men: Primeira Classe, onde a atriz assumiu o papel da mutante Mística, antes interpretado por Rebecca Romijn.

X-Men: Primeira Classe

Era o primeiro passo da atriz dentro do universo dos blockbusters e, talvez, o mais importante de sua carreira, pois mostrou que além dos filmes mais independentes que vinha fazendo, deixou claro que também poderia ser estrela de superproduções de apelo mais comercial. E assim foi feito.

Em 2012, Jennifer deu vida à personagem Katniss Everdeen na adaptação do fenômeno literário Jogos Vorazes, escrito por Suzanne Collins, e garantiu que será a estrela da trilogia que também já vem sendo sucesso nas bilheterias com seu primeiro filme, que arrecadou quase 700 milhões de dólares em todo o mundo.

Sucesso de público, Jennifer conquistaria novamente a crítica ao protagonizar, ao lado de Bradley Cooper, a comédia romântica O Lado Bom da Vida, de David O. Russell. O longa conseguiu nada menos que oito indicações ao Oscar 2013, entre elas de Melhor Filme, Diretor e todas as categorias de atuação, entre outras.

Jogos Vorazes

Pela segunda vez, em uma carreira de apenas sete anos, Jennifer conseguiu sua indicação como Melhor Atriz no prêmio da Academia e é a grande favorita ao prêmio, pois tem vencido alguns dos principais prêmios da temporada, como o Globo de Ouro e o SAG.

Ainda nesse ano, a atriz poderá ser vista novamente ao lado de Bradley Cooper no longa Serena, dirigido pela dinamarquesa Susanne Bier (Em um Mundo Melhor), e na continuação de Jogos Vorazes, Em Chamas. No ano que vem, volta a interpretar a mutante Mística em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.

Com tão pouco tempo de carreira, já podemos afirmar que Jennifer ainda deve chamar atenção por bastante tempo em Hollywood. Principalmente porque sabe conduzir muito bem a carreira intercalando filmes independentes e menores com superproduções milionárias, caindo nas graças do público e da crítica.

O Lado Bom da Vida

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone

Jornalista e crítico de cinema. Coautor do livrorreportagem Cine Belas Artes: Um Olhar Sobre os Cinemas de Rua de São Paulo. Acha O Poderoso Chefão o melhor filme do mundo, mas torce todos os dias para assistir a algum que o supere. Ainda não encontrou, mas continua buscando. E-mail: carlos@setimacena.com // Letterboxd: @CarlosCarvalho